Você está em - Home - Artigos - Rastreio bioquímico de aneuploidias fetais e defeitos do tubo neural por "teste-double" na Croácia: experiência de 10 anos.

Rastreio bioquímico de aneuploidias fetais e defeitos do tubo neural por "teste-double" na Croácia: experiência de 10 anos.

O objectivo do estudo foi investigar a eficácia da triagem do segundo trimestre bioquímica, com soro materno alfa-fetoproteína (AFP-MS) e subunidade beta livre da gonadotrofina coriónica humana (beta-hCG livre), durante os dez anos período. O estudo incluiu 11.292 de gestantes entre a 15 ª semana gestacional e 18, que foram submetidos a triagem de novembro de 1996 a dezembro de 2006. O risco de trissomia 21 e trissomia 18 foram calculadas por software de computador, com base em um modelo que gerou o risco final para aneuploidias fetais a partir da mulher grávida é um risco idade priori e a razão de probabilidade de a distribuição dos marcadores bioquímicos, de acordo com o segundo -trimestre da gestação. Com o valor de cut-off do risco final> ou = 1:250, a taxa de detecção de trissomia 21, foi de 75% (21/28). Em mulheres com menos de ou igual a 35, a detecção foi de 57,1% (8/14) e 92,9% (13/14), em pessoas com mais de 35 anos, respectivamente. A taxa de detecção de trissomia 18 foi de 50% (2/4). Os resultados confirmaram que a implementação do teste duplo, como não-invasivo de triagem para aneuploidias fetais, deve ser aceito como um método complementar de pré-natal.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed?term=Biochemical%20screening%20of%20fetal%20aneuploidies%20and%20neural%20tube%20defects%20by%20%22double-test%22%20in%20Croatia%3A%20a%2010%20years'%20experience.



Texto Original

The aim of the study is to investigate the efficiency of the second-trimester biochemical screening, with maternal serum alpha-fetoprotein (MS-AFP) and free beta-subunit of human chorionic gonadotropin (free beta-hCG), during the ten-year period. The study included 11,292 of pregnant women between the 15th and 18th gestational week, who underwent screening from November 1996 to December 2006. The risk for trisomy 21 and trisomy 18 were calculated by computer software, based on a model which generated the final risk for fetal aneuploidies from the pregnant woman's a priori age risk and the likelihood ratio of the distribution of the biochemical markers, according to the second-trimester gestation. With the cut-off value of the final risk > or = 1:250, the detection rate for trisomy 21 was 75% (21/28). In women less than or equal to 35, the detection was 57.1% (8/14) and 92.9% (13/14) in those over 35 years, respectively. The detection rate of trisomy 18 was 50% (2/4). The results confirmed that the implementation of double-test, as non-invasive screening for fetal aneuploidies, should be accepted as a complementary method of antenatal care.

Desenvolvimento WSB