Você está em - Home - Artigos - Marcadores sorológicos para prever pré-eclâmpsia.

Marcadores sorológicos para prever pré-eclâmpsia.

A pré-eclâmpsia, uma doença específica da gravidez, contribui substancialmente para a morbidade e mortalidade perinatal de ambos, mãe e recém-nascido. Um número crescente de agentes bioquímicos foram avaliados como marcadores para predizer pré-eclampsia. Nenhum deles tem provado ser de valor clínico ainda. Muito esforço tem sido colocado em avaliar potenciais marcadores novela e sua combinação com outros métodos de rastreamento, tais como Doppler. O objetivo desta revisão é para refletir o conhecimento atual de marcadores séricos para prever pré-eclâmpsia. Até agora, os mais promissores marcadores séricos são proteína placentária 13 (PP-13), bem como solúvel fms-like tirosina-quinase-1 (sFlt-1), factor de crescimento placentário (PIGF) e endoglina solúvel (Seng). Estes marcadores permitem a triagem em um estágio relativamente cedo e, mais importante, mostrar relativamente altos valores preditivos e desempenho diagnóstico melhor se combinado com o primeiro trimestre Doppler. Grande escala estudos prospectivos, avaliando esses marcadores, são importantes para justificar seu uso clínico em vista da intervenção precoce para prevenir a pré-eclâmpsia no futuro.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed?term=%22Endoglin%2C%20PIGF%20and%20sFlt-1%20as%20markers%20for%20predicting%20pre-eclampsia.



Texto Original

Pre-eclampsia, a pregnancy-specific disorder, contributes substantially to perinatal morbidity and mortality of both, mother and newborn. An increasing number of biochemical agents were evaluated as markers for predicting pre-eclampsia. None of them has been proved to be of clinical value yet. Much effort has been put into assessing novel potential markers and their combination with other screening methods such as Doppler sonography. The purpose of this review is to reflect the current knowledge of serum markers for predicting pre-eclampsia. So far, the most promising serum markers are placental protein 13 (PP-13), as well as soluble fms-like tyrosine kinase-1 (sFlt-1), placental growth factor (PIGF) and soluble endoglin (sEng). These markers allow screening at a relatively early stage and, most importantly, show relatively high predictive values and improved diagnostic performance if combined with first trimester Doppler sonography. Large-scale prospective studies, assessing these markers, are important to justify their clinical use in view of early intervention to prevent pre-eclampsia in the future.

Desenvolvimento WSB