Você está em - Home - Artigos - Triagem para trissomias em gêmeos dicoriônicas pela medida da translucência nucal de acordo com o modelo de mistura.

Triagem para trissomias em gêmeos dicoriônicas pela medida da translucência nucal de acordo com o modelo de mistura.

Para examinar a distribuição de fetal medida da translucência nucal (TN) em gêmeos dicoriônicas e investigar o efeito da correlação entre as medidas NT em cada par de gêmeos sobre o desempenho do rastreamento de trissomias.
A distribuição da TN para comprimento cabeça-nádega (LCR) foi examinado em 5646 dicoriônicas gestações gemelares, incluindo 103 com trissomias fetais 21, 18 ou 13. A correlação da TN em cada gravidez euplóide gêmeo foi estimado.
A distribuição do NT em fetos tanto euplóides e trissômicas foi consistente com o modelo de mistura em gestações únicas. Nas gravidezes euplóides, houve uma correlação em medições de log NT em cada par duplo (r = 0,42, 95%: 0,39-0,45) e, após eliminação do efeito do operador, esta correlação foi reduzido para 0,34. Levando em conta esta correlação na avaliação de risco para trissomias teve um grande impacto sobre o risco do paciente-específica estimado, mas teve pouco efeito sobre o desempenho global da triagem.
Em dicoriônicas gestações gemelares, o modelo de mistura de distribuições do NT pode ser aplicado como em singletons. Em triagem para trissomias, a correlação em medições NT entre os fetos devem ser tidos em conta na estimativa do paciente riscos específicos.

Fonte: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21210476



Texto Original

To examine the distribution of fetal nuchal translucency (NT) thickness in dichorionic twins and investigate the effect of the correlation between NT measurements in each twin pair on the performance of screening for trisomies.
The distribution of fetal NT for crown-rump length (CRL) was examined in 5646 dichorionic twin pregnancies, including 103 with fetal trisomies 21, 18 or 13. The correlation in fetal NT in each euploid twin pregnancy was estimated.
The distribution of NT in both euploid and trisomic fetuses was consistent with the mixture model in singleton pregnancies. In the euploid pregnancies, there was a correlation in log NT measurements in each twin pair (r = 0.42, 95% CI: 0.39-0.45) and, after removal of the effect of the operator, this correlation was reduced to 0.34. Allowing for this correlation in risk assessment for trisomies had a major impact on the estimated patient-specific risk but had little effect on the overall performance of screening.
In dichorionic twin pregnancies, the mixture model of distributions of NT can be applied as in singletons. In screening for trisomies, the correlation in NT measurements between the fetuses should be taken into account in the estimation of patient-specific risks.

Desenvolvimento WSB